História do Diamante
Publicado por artstones na sábado, 23 de janeiro de 2010 14 comentários

diamante-rosado

A história dos diamantes é bem antiga,  nos últimos 2.500 anos eles vêm sendo utilizados em joias e adereços. O termo “diamante” é derivado da palavra grega “Adamas” (o inconquistável), prova suficiente de que, já na Antiguidade, era conhecida e apreciada por sua indestrutível beleza.

Os gregos se referiam aos diamantes como faíscas das estrelas que caíam sobre a Terra. Sobre eles, dizia-se também que o fogo refletido era a constante chama do amor. E mais: eles seriam lágrimas dos deuses.

A natureza comprova o quanto essas gemas são especiais… O diamante é a única pedra preciosa composta apenas de um elemento, o carbono. É exatamente a mesma composição do grafite, que parece seu antônimo: sem brilho, cinzento, quebradiço.

Quem pensaria em colocar uma pedra de grafite em um anel de noivado?

1C0727_3

A explicação, mais uma vez, vem da natureza. Embora diamante e grafite sejam compostos do mesmo elemento, a forma como os átomos de carbono se unem uns aos outros é completamente diferente.

A isso chamamos de alotropia, do grego allos (outro) e tropos (maneira), é o fenômeno que consiste em um elemento químico poder existir estavelmente sob formas diferentes, com diferentes propriedades físicas e químicas. Exemplo: grafita (grafite) e diamante. 

Até o século XVII, quase todos os diamantes comercializados no mundo tinham como origem a mina de Golconda, na Índia. Daquele local foram extraídos alguns dos mais famosos diamantes do mundo, como o Koh-i-Noor, que faz parte das joias da coroa da Inglaterra, e Orloff, patrimônio das joias da coroa da Rússia.

Mas, em 1725, o Brasil quebrou esta tradição, após a descoberta de diamantes na cidade de Diamantina, em Minas Gerais. Durante os 150 anos seguintes, o estado seria alçado à posição de maior produtor mundial de diamantes, perdendo esta posição, mais tarde, para a África do Sul.

Apenas 20% dos diamantes são utilizados para joalheria. O restante é aproveitado na área industrial. O diamante é muito resistente e utilizado, por exemplo, nos equipamentos de perfuração de petróleo e para o corte de vidro. O diamante é tão resistente que somente um diamante corta outro diamante.

O maior diamante foi encontrado na África do Sul, em 1905, e tinha 3106 quilates, que deu origem a 105 pedras de menor tamanho. Dentre elas está o diamante Cullinan I (também chamado de “Estrela da África”), com 530,20 quilates que adorna o cetro do Rei Eduardo VII, que está na Torre de Londres.

Localidades: Brasil, África do Sul, Congo, Angola, Tanzânia, Austrália, Federação Russa. Atualmente existem minas de diamantes nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará, Paraná e Roraima.

Analogias: Energia: projetiva. Planeta: Sol. Elemento: fogo. Signo: Áries, Leão. Chakras: todos. Tarô: A Justiça.

Fortalece funções cerebrais, ajuda o alinhamento dos ossos do crânio. Quebra bloqueios no chakra coronário e na personalidade, é um grande curador.

Afasta a negatividade, purifica o corpo físico e etéreo. Reflete os aspectos divinos de vontade e poder. Purifica e limpa sexualmente. Aumenta a força física e dá coragem.

É a mais neutra de todas as gemas e é extremamente poderosa para remover bloqueios, negatividade e disfunções sexuais. O Diamante intensifica a energia de outras pedras, promove a clareza do pensamento, amplia o pensamento, nos aproxima do Eu superior.

Em essência, é para trabalhar as partes espirituais mais elevadas do ser dentro do corpo físico.

Objetivos: espiritualidade, grande curador, paz, coragem, vigor. Protege contra os inimigos.

Diamante vermelho é a pedra das grandes paixões…


14 comentários para “História do Diamante”

  1. Rosinha Prates disse:

    Adorei!!!

  2. artstones disse:

    Muito Obrigada Rosinha.
    Volte sempre. Em breve teremos novas postagens.

    Abraço

    Suzana Perez

  3. fernanda disse:

    Mas como fazemos pra comprar diamante em fio? Na art stone não tem!

  4. artstones disse:

    Boa tarde, Fernanda.

    Realmente, não temos diamante em fio. O diamante é uma pedra tão preciosa que só é vendido em quilates (por peso).
    Jamais encontrará diamante em fio, pois é o tipo de pedra que se utiliza em caixaria, geralmente vem adornado em uma moldura de ouro.
    Não trabalhamos com esse tipo de pedra, tão somente fizemos as matérias para os amantes da mesma.

    Abraço

    Suzana Perez

  5. Antonio Carlos disse:

    1 gr. quantos quilates tem? E qual o valor do quilates?

  6. artstones disse:

    Olá Antonio.

    Não trabalhamos com diamantes, apenas coloquei a história dele para conhecimento dos leitores.
    A melhor forma de avaliá-los é através dos ourives e joalheiros.

    Abraço

    Suzana Perez

  7. Alice disse:

    Nossa

  8. Roseli disse:

    Parabéns pelas descrições das pedras. Estou a horas percorrendo suas páginas e me deliciando com a beleza e as explicações sobre as mesmas. Desejo ressaltar que concordo plenamente que o diamante é excelente para quebrar bloqueios e qualquer problema sexuais. rs

  9. gloria disse:

    nossa adorei!!

  10. Heber silva disse:

    Maravilhoso,mas sei onde existe diamante aqui em mato grosso…porque ja ouvi historias de meu tio…..quado dizia que aconteceu coisas extraordinarias em sua fazenda…mas que aparecia um homem …como uma assombracao dizendo-lhe que existe uma grande riqueza em sua fazenda…e derrepente o homem sumia do nada…..no ano de 1982 …..mas so pra comprovar ,,,,a fazenda dele fica proximo de uma cidade de mato grosso …onde foi o lugar aonde acharam a maioria dos diamantes em mato grosso….mas o que ele sempre diz que ja viveu sua vida e que nao vai atras dessa fortuna….pq ja viveu sua vida……mas eu queria saber em qual lugar da fazenda esta os diamantes……

  11. Sérgio Torres disse:

    Adorei :)

  12. thiago souza disse:

    se diamante nacesse em arvore

  13. leandro disse:

    se não fosse por esse cite eu estaria rodado, pois tinha que fazer um trabalho na facu sobre diamantes e não precisei de outro cite, valeu pessoal,, vocês são de mais, aprendi bastante coisas sobre essa jóia rara

  14. artstones disse:

    Oi Leandro.
    Fico feliz. Todo nosso trabalho é feito através de pesquisas em livros e estudos. Infelizmente alguns folgados roubam nosso conteúdo e reproduzem na Wikipédia e outros site. Seja bem vindo ao nosso blog. :)


Deixe um comentário

(Obrigatório)

(Obrigatório) (Não será publicado)




Projeto by Mateus Lopes
Design by Taisa Lira
Edição e Desenvolvimento by Suzana Perez